Cooperativismo

Cooperativismo de crédito

O cooperativismo chegou ao Brasil formalmente através do padre Theodor Amstad, familiarizado com o modelo alemão e que implantou-o, em 1902, na cidade de Linha Imperial, atual Nova Petrópolis.

Este pode ser considerado o marco do cooperativismo no país.

Uma cooperativa de crédito, em termos gerais, é uma instituição financeira constituída pela associação de um grupo de pessoas com o objetivo de prestar serviços financeiros unicamente para os seus associados.

Neste modelo de organização, os cooperados atuam como proprietários e usuários da cooperativa, além de utilizarem seus produtos e serviços participam ativamente da gestão.

 

Os cooperados (…) além de utilizarem seus produtos e serviços participam ativamente da gestão.

O poder do Associado

Produtos e Serviços de uma Cooperativa

Os produtos e serviços equiparam-se aos oferecidos pelos bancos com diferença na tributação.

Devido ao fato do modelo Cooperativo não visar o lucro é que permite a prática de taxas e tarifas inferiores às demais do mercado assim como a divisão das sobras (nome dado ao resultado positivo da cooperativa) entre os cooperados na proporção das operações que cada um realiza diretamente com a organização.

 

O poder do associado

Todo associado possui poder de voto e independe da sua cota de participação no capital social da cooperativa.

As cooperativas de crédito são autorizadas e supervisionadas pelo Banco Central, ao contrário dos outros ramos do cooperativismo, tais como transporte, educação e agropecuária.

Conheça as vantagens de ser um associado COOPNORE.

Associe-seSaiba Mais