Os meses de novembro e dezembro são populares por ser o período em que milhares de brasileiros recebem o 13º salário. A remuneração surge no fim do ano como uma oportunidade para solucionar os problemas financeiros, mas também pode ser redirecionada para o pagamento das contas comuns de início de ano ou dar origem aos investimentos.

Neste cenário, as prioridades para uso do 13º salário dependerão do contexto financeiro de cada família. Confira algumas dicas para fazer o melhor uso dos seus rendimentos!

Faça um levantamento das dívidas

Ter conhecimento sobre o valor dos débitos pendentes é o primeiro passo. Faça uma lista de todas as suas dívidas, incluindo cartão de crédito, cheque especial, empréstimos e financiamentos. Com o valor em mãos, dê prioridade para as pendências que possuem juros mais altos, considerando que o valor total da dívida tende a aumentar. Caso não tenha dívidas com vencimento no período, mas tenha um financiamento em aberto, opte por adiantar uma ou mais parcelas, visando reduzir os juros sobre o valor total em aberto.

Use para compras de fim de ano

Aproveitar a quantia para as compras e viagens de fim de ano também é uma alternativa, afinal, desta forma você não acumula dívidas para o próximo ano. Ainda assim, é necessário fazer um planejamento sobre a melhor forma de usar o dinheiro. Faça uma lista das despesas que envolvem o período, incluindo gastos com a ceia, roupas novas, presentes e viagem, e estipule um valor máximo para cada categoria.

Reserve para as contas do próximo ano

Ter em mente as despesas do início de ano também é necessário. Neste período surgem as obrigações com impostos, incluindo o IPVA e IPTU, além de gastos relacionados à educação. Programe-se para destinar parte do 13º salário para quitar determinadas contas à vista e ter oportunidade de solicitar alguns descontos.

Invista parte do dinheiro

Destinar parte da quantia recebida para uma aplicação financeira é recomendado para incentivar o hábito de poupar ao longo do ano. Analise os investimentos disponíveis no mercado, considerando o período em que deseja usar o dinheiro (curto, médio ou longo prazo), o tempo necessário para obter o rendimento e a quantia que deseja receber.

Faça um planejamento

Ter um planejamento é fundamental para conquistar uma situação financeira mais confortável. Aproveite este período para regularizar suas dívidas e se programar economicamente em relação aos gastos e rendimentos do próximo ano.  Neste link nós damos algumas dicas de como acompanhar seus gastos.

%d blogueiros gostam disto: