O cartão de crédito se consolida como uma das principais modalidades de pagamento para o brasileiro. Um levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que 42% dos brasileiros recorreram a alguma modalidade de crédito, sendo o cartão de crédito a opção escolhida por 36% deste grupo.

A aderência justifica-se pela facilidade de obter o exemplar, bem como pela possibilidade de continuar comprando sem que as pessoas disponham de dinheiro no momento ou folhas de cheque previamente aprovadas pela instituição financeira.

Apesar de ser um meio de pagamento prático e já muito popular, caso não seja bem utilizado, pode trazer problemas às finanças dos consumidores que não incluem o cartão de crédito dentro do seu planejamento financeiro. Desta forma, para manter o controle orçamentário, é importante utilizar o meio de pagamento como um facilitador e não como um complemento da sua renda.

Preveja os gastos com cartão de crédito no seu planejamento
Desenvolver o seu planejamento financeiro é fundamental para começar a usar o cartão de crédito. Assim, é possível se programar e definir previamente o limite de gastos com o cartão de crédito para conseguir quitar o valor total da fatura na data do vencimento. Além disso, com o planejamento financeiro é possível evitar a compra de itens por impulso.

Utilize somente um cartão de crédito
Ter apenas um cartão de crédito facilita o planejamento e o controle de gastos, já que o limite estará dentro das possibilidades de pagamento previamente analisadas de acordo com a sua renda. Isso porque quem tem mais de um cartão está mais propenso a comprar por impulso e perder o controle sobre as dívidas futuras. Além disso, cada cartão de crédito pode apresentar diferentes tarifas de anuidade.

Evite pagar somente o mínimo da fatura
Pagar somente o valor mínimo do cartão de crédito pode ser prejudicial para o seu controle financeiro, afinal esta é uma das modalidades com maior acréscimo de juros sobre financiamento. Em caso de dificuldades para quitar o valor total da fatura, é recomendado optar por um empréstimo ou adiantamento de crédito pessoal, pagar o cartão à vista e parcelar esse novo empréstimo, pois os juros costumam ser bem menores.

%d blogueiros gostam disto: