O planejamento financeiro familiar é fundamental para possibilitar que o orçamento esteja sob controle. Para alcançar este objetivo, a família deve trabalhar unida, com direitos e deveres determinados de forma individual e em grupo.

O primeiro passo para ter controle financeiro é o planejamento individual para uso dos recursos, em que se objetiva equilibrar as finanças, tendo em vista todos os gastos fixos e variáveis, além de se planejar, também, em relação aos objetivos de curto, médio e longo prazo, que exigem investimentos financeiros.

A melhor forma de conquistar estabilidade financeira para sua família é fazer um planejamento. Confira algumas dicas para unir os recursos da família e construir um patrimônio a longo prazo:

– Anote todos os gastos

Todo planejamento financeiro deve começar com a avaliação das receitas e despesas. É necessário definir uma forma em que todos possam anotar tudo o que é recebido e gasto, incluindo os gastos pequenos do cotidiano, como as sobremesas e o café da manhã que não estavam planejados.

Opte por uma alternativa que seja de fácil acesso para todos os membros da família, considerando que algumas pessoas podem não saber usar aplicativos ou tenham preguiça de anotar tudo em um papel. Com as informações em mãos será possível catalogar os gastos e avaliar como algumas despesas impactam o seu orçamento.

– Categorize as despesas

Também é necessário classificar os gastos em categorias para definir posteriormente se determinada despesa é essencial ou supérflua. A criação das categorias deve ser baseada nas necessidades de cada membro da família, mas também levando em conta os gastos que são fundamentais para todos os envolvidos e que devem compor as prioridades financeiras em caso de baixas de recursos. Feito isso, uma divisão sobre os pagamentos das contas deve ser feita, de acordo com as despesas em conjunto e as individuais.

– Crie metas conjuntas de economia

O próximo passo para que a família tenha controle sobre o orçamento é a divisão de uma parte da renda obtida para investimento. A decisão deve ser feita com base nos gastos determinados para cada membro. Uma estratégia para que todos estejam engajados no planejamento financeiro é criar metas de economia com recompensas para todos que contribuírem, assim, o valor economizado pode ser revertido na compra de um item que agrade todos os familiares.

– Invista e tenha uma reserva de emergência

Direcione parte da renda para investimento, com base nos objetivos a serem alcançados e no prazo definido. Além disso, é fundamental armazenar parte dos recursos em uma reserva de emergência, a fim de ter capital em situações imprevistas, que não podem ser ignorados e causam impactos no orçamento. É importante ter disciplina e utilizar os recursos apenas em ocasiões de real necessidade.