O planejamento sucessório se apresenta como uma medida importante para a perpetuação do patrimônio, apresentando uma alternativa para a transmissão dos bens aos herdeiros após o falecimento do titular.

Este instrumento possibilita a adoção de uma série de medidas para evitar conflitos familiares, além de preservar a autonomia da vontade do proprietário dos bens, garantir a continuidade dos negócios da família e assegurar a segurança financeira dos herdeiros.

A transmissão do patrimônio ainda em vida contribui também com a diminuição da carga tributária no processo sucessório, ao proporcionar menor oneração fiscal do que o processo comum de sucessão.

Doação de bens
A doação é uma importante alternativa de planejamento sucessório, destinado a definir a melhor maneira para alguém ser substituído na titularidade de direitos e na propriedade de bens, por familiares vocacionados à sucessão hereditária. O ato é realizado como um negócio bilateral, que se concretiza a partir das manifestações de vontade (do doador e do donatário) e, portanto, produz efeitos a partir da data da formalização.

Testamento
Trata-se de ato pelo qual alguém, chamado de testador, deixa expressas as vontades que deseja que se realizem após a sua morte, em relação a seu patrimônio. Esta opção é muito eficaz, pois possibilita demonstrar a última vontade da pessoa que se dispôs a testar sobre seu patrimônio. Além disso, o testamento também permite aumentar a parte destinada legalmente a um herdeiro necessário, atribuir um bem ou uma parte do patrimônio a um terceiro que não faz parte da linha de sucessão ou destinar os bens para os netos, que não são considerados herdeiros diretos.

Conforme dispõe o Código Civil, em todas as opções, deve ser respeitada a legítima, que é a parte do patrimônio da qual o proprietário não pode dispor gratuitamente (ou seja, não pode doar ou testar), quando há descendente, ascendente ou cônjuge vivos (que são os herdeiros necessários). A outra metade, ou seja, a porção do patrimônio que não é herança necessária, é chamada de parte disponível e pode ser livremente doada ou testada para quem o proprietário desejar.