A falta de informação sobre o processo de declaração do Imposto de Renda, obrigatório para grande parte dos brasileiros, gera muitas dúvidas. Este é o tributo mais importante, que o contribuinte precisa declarar anualmente os rendimentos e bens à Receita Federal.

Este ano, deve efetuar a declaração quem, em 2018, recebeu mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis (como salários e aluguéis); superou R$ 40.000,00 de rendimentos isentos (como doações); obteve rendimento anual bruto de renda rural acima de R$ 128.308,50; conquistou ganho de capital na alienação de bens sujeito à incidência do imposto; realizou operações em bolsas de valores; ou adquiriu a posse ou a propriedade de bens ou direitos no valor total superior a R$ 300 mil.

Quem precisa declarar os ganhos do ano passado tem até 30 de abril para enviar as informações. A ausência da Declaração do Imposto de Renda sujeita o cidadão à multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido nela apurado, ainda que integralmente pago. A taxa possui valor mínimo de R$ 165,74 e valor máximo correspondente a 20% do Imposto sobre a Renda devido.

Confira o passo a passo para declarar o Imposto de Renda 2019:

Reúna documentos e comprovantes

Separe os documentos com as informações que deverão constar no seu IR. Comece pelos informes de rendimentos, que detalham a renda obtiva em 2018. Depois, reúna os comprovantes de despesas que poderão ser deduzidas, incluindo gastos com escola, faculdades, planos de saúde e consultas médicas. Os gastos são descontados da sua base de cálculo do Imposto de Renda, caracteriza como o montante sobre o qual o IR é aplicado.

Baixe o programa gerador da declaração

Faça o Download do Programa Gerador da declaração do Imposto de Renda 2019 no site da Receita Federal. É por meio dele que os contribuintes devem informar os dados que serão posteriormente enviados ao Fisco.

Faça seu cadastro

Caso você tenha feito a declaração no ano passado pode importar as informações da declaração anterior, diretamente no programa. Se for a primeira vez é necessário informar dados e documentos pessoais, informar dependentes da sua renda e declarar os rendimentos, incluindo se a renda é sua ou dos dependentes.

Informe pagamentos e bens

Apresente as despesas e se foi paga para você ou seu dependente. Esta etapa abrange os pagamentos efetuados, doações, doações eleitorais, doações diretamente ao ECA e imposto complementar pago. Já a aba de bens e dívidas não incide sobre o seu Imposto de Renda, mas devem ser declaradas para evitar que o cidadão seja encontrado na malha fina ao ocultar informações.

Selecione a modalidade da declaração

Antes de finalizar, é importante verificar se há alguma informação incompleta ou errada e selecionar qual será o modelo de tributação da sua declaração. Se você optar pela declaração simplificada, contará com um abatimento único de 20% dos rendimentos tributáveis, já na declaração completa as deduções são feitas uma a uma. O programa costuma indicar qual a alternativa mais vantajosa.

Envie sua declaração

Assim que o envio da declaração for finalizado, o recibo será gerado. É recomendado imprimir o recibo e guardá-lo ou salvá-lo em sua pasta pessoal. O número identificar pode ser necessário para corrigir possíveis erros no formulário e para importar informações de declarações anteriores.

Os contribuintes que têm direito à restituição do Imposto de Renda 2019 precisam adicionar sua conta, agência e instituição financeira para receber o depósito dos recursos. Indique a COOPNORE na sua declaração do Imposto de Renda e antecipe a sua restituição. Para mais informações, fale com o seu Gerente.